RÓTULOS DE VINHOS ALEMÃES: ENTENDA SEM FALAR ALEMÃO.

0
342

Aprenda a decifrar rótulos dos vinhos alemães.
Dicas de Riesling:
-Eugen Müller Riesling Kabinett Forster Mariengarten 2020, DEMI-SÉC, Alemanha – demi-séc: https://tidd.ly/3nt3hwM
– Eugen Müller Riesling Trocken Charisma 2021, SECO, Alemanha: https://tidd.ly/3LZLUwW

00:00 Bem-vindo!

00:36 Não é complicado.
O alemão tem uma invejável cultura de organização e detalhamento das coisas e com os rótulos de vinho não é diferente, por isso o assunto sobre rotulagem de vinhos alemães pode parecer complicado, mas não é, pois tem uma lógica.

02:01 Garrafa azul.
Há preconceito quanto ao vinho alemão em razão do famosos vinhos da garrafa azul, Liebfraumilch, que eram adocicados e de péssima qualidade.
vinhos de altíssima qualidade, tanto seco como doces.

03:52 Seco – Trocken.
Muitos vinhos secos alemãs vêm com a indicação no rótulo de Trocken (Tróquen), Trocken significa seco.

04:47 Seco na boca.
Trocken significa vinho seco na boca. Mas não é considerado seco para a legislação Brasileira, que exige que o vinho para ser seco tenha, no máximo, 4g de açúcar por litro.
O termo Trocken pode ser usado para vinhos com teor residual até 9g/l, desde que a acidez seja somente 2g/l menor do que o teor de açúcar residual. Assim, este vinho com 9g/l poderá ser classificado com Trocken desde que a sua acidez seja no mínimo 7g/l.

06:43 Meio seco.
Quando o vinho for meio seco pode constar no rótulo a expressão Halbtrocken, com até 18g/l, se o teor de açúcar não exceder o nível de acidez em mais de 10g. Assim, um vinho com 18 g/l pode ser considerado Halbtrocken desde que sua acidez não seja inferior a 8 g/l.
Atualmente muitos produtores estão usando a expressão Feinherb para indicar o vinho meio seco.

08:33 Meio doce e doce.
Ainda temos os vinhos meio-doces, Liebliche, com açúcar residual de 18 a 45g/l. Já os vinhos doces possuem açúcar residual acima de 45g/l e são classificados como Süß ou Süss

09:38 Denominação de origem.
Na Alemanha nós temos, pelo menos, 13 regiões vinícolas reconhecidas como Denominação de Origem. O nome da região geralmente vem na parte inferior do rótulo. Como exemplo menciono três , Mosel, Frankel e Baden.

11:45 IGP
Também há vinhos IGP – Indicação Geográfica protegida, que em tese, estão em um nível inferior de qualidade vinhos aos das regiões reconhecidas como D.O.. Estes vinhos IGP podem ter no rótulo a expressão Landwein. Mais abaixo na classificação há os vinhos mais simples da Alemanha. São aqueles que não possuem qualquer indicação geográfica. Consta no rótulo, somente Deutscher Wein ou, traduzindo, Vinho Alemão.

13:07 Clima.
Em razão do clima Continetal Frio, predominam na Alemanha as castas brancas. Mas, nas regiões um pouco mais quentes também se produz uva tinta. Na Alemanha a grande maioria é de vinhos monovarietais, isto é, com uma única uva, e o nome da uva da qual o vinho é feito vem escrito no rótulo.

15:03 Castas Brancas.
A principal casta branca é Riesling. A segunda mais plantada é a Muller-Turgau. Outra casta branca famoso é a Silvaner (Zilvana). Há duas catas brancas que são originárias de outros países, por isso, muitas vezes, os nomes estão escritos na forma como nós conhecemos: Pinot Gris e Pinot Blanc. Mas também podem vir com o nome em alemão: Pinot Gris será Grauburgunder ou Ruländer, enquanto a Pinot Blanc será WeiBburgunder.

17:58 Castas tintas.
A Alemanha também produz castas tintas nas regiões menos frias e dentre elas a principal tinta é a Spätburgunder (Ispitiburgunda), que conhecemos como Pinot Noir, que é a tinta mais plantada na Borgonha. Desenvolve-se muito bem nas regiões de Pfazl (Palatinado) e Baden. A Alemanha é o terceiro país na produção de Pinot Noir, o Primeiro é a França, seguida dos Estados Unidos. Outra uva tinta muito comum na Alemanha é a Dornfelder.

19:54 Próximo vídeo.
No próximo vídeo nós vamos ver sobre a rotulagem dos vinhos alemães de melhor qualidade, conhecidos como Prädikatswein, que possuem seis níveis de estilos diferentes de vinhos, que vão desde secos até muito doces. Ainda vamos falar de uma associação chamada VDP que reúne em torno dos 200 dos melhores produtores alemães e como identificar pelo rótulo se o vinho tem alta qualidade e foi elaborado por um destes produtores. E, por fim, você conhecerá qual a expressão ou palavras que indicam que o vinho alemão é excelente. Na Borgonha seria Grand Cru. Como é na Alemanha? Você descobrirá no próximo vídeo.

21:27. Valeu de Mais.

——————–
Sou Mauricio Ferreira, um Apaixonado por Vinhos, e minha missão é levar o conhecimento sobre o mundo do vinho de forma simples e descomplicada, de maneira que todos entendam.
Creio que, no mundo do vinho, “quanto mais você conhece, melhor você escolhe e mais você aprecia”.
Sou Certificado pela Wine & Spirit Education Trust – WSET, Nível 3 e pela
Wine Scholar Guild, no French Wine Scholar – FWS, um curso aprofundado sobre vinhos da França.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here